Conteúdos de consulta

Medidas de apoio relacionadas à infecção pelo COVID-19

Responder

Os governos nacional e provincial oferecem diversas medidas de apoio àqueles que foram afetados pela pandemia do novo coronavírus (denominado COVID-19). Nesta edição vamos apresentar algumas medidas de apoio mais procuradas no Centro de Informação para Estrangeiros de Shiga. Maiores informações no livreto do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, e na lista de medidas de apoio oferecida pelo governo de Shiga.

Benefício extraordinário específico às famílias monoparentais de baixa renda (Teishotoku no hitori oya setai)

Pessoas elegíveis

Pessoas que correspondem aos requisitos a seguir:
  1. Pessoas que receberam a parcela de junho de 2020 do subsídio para manutenção dos filhos (Jido fuyo teate).
  2. Pessoas que recebem pensão pública e afins, e teve a parcela de junho de 2020 do subsídio para criação de filhos suspensa.
  3. Pessoas que tiveram queda significativa na renda familiar devido aos efeitos do COVID-19, e cuja renda sofreu redução a níveis de quem recebe o subsídio para manutenção dos filhos.
  4. ※Quem se enquadra no ítem 1. e recebeu a parcela de junho de 2020, teve o benefício pago em agosto. Os que se enquadram nos itens 2. e 3., necessitam solicitar.

Benefício adicional

Os que se enquadram nos itens 1. e 2. acima do benefício básico, podem solicitar o benefício adicional somente 1 vez. (Aqueles que tiveram redução brusca nos rendimentos devido ao COVID-19)

Valor do subsídio

Benefício básico: 50.000 ienes por família, mais 30.000 ienes por pessoa a partir do 2º filho.
Subsídio adicional: 50.000 ienes por família

Solicitação

No balcão de atendimento do Benefício extraordinário às famílias monoparentais da cidade onde vive (responsável do setor de subsídio para manutenção dos filhos)
(Prazo: até dia 28 de fevereiro de 2021)

Benefício de suporte empresarial, o “Jizokuka kyufukin” (voltado à empresários)

Alvo

Empresários que tiveram queda nas vendas superior a 50%, comparado com o mesmo período do ano anterior, devido ao COVID-19.

Valor do benefício

2.000.000 ienes para empresas, 1.000.000 ienes para profissionais autônomos
  ※O valor máximo é a diferença do rendimento de vendas do ano passado, com o deste ano.

Solicitação

Solicitação on-line do “Jizokuka yufukin”
(Prazo: até dia 15 de janeiro de 2021)

Subsídio devido à folga involuntária no trabalho, o “kyugyo shienkin” devido ao COVID-19

Alvo

Àqueles que correspondem às 2 condições a seguir
  1. Trabalhadores que receberam ordem de descanso forçado pelos empresários de pequenas e médias empresas, durante o período de 1º de abril a 30 de setembro de 2020.
  2. E não receberam o pagamento (kyugyo teate) de folgas remuneradas.

Valor

80% do salário antes do descanso (valor mensal máximo de 330.000 ienes)

Modo de solicitação

(Formulário)
(Modo de solicitação por correios)

Subsídio para garantia de moradia, “Jyukyo kakuho kyufukin” (o aluguel será pago diretamente ao dono do imóvel)

Alvo

Pessoas que tiveram queda nos rendimentos devido à perda de emprego ou fechamento da empresa nos últimos 2 anos, ou que se encontram em situação semelhante ao desempregado.

Período de pagamento

Por regra, durante 3 meses (possibilidade de extensão por até 9 meses)

Valo

O aluguel será pago pelo governo, diretamente ao dono do imóvel

Inscrições

No órgão responsável da prefeitura de sua cidade. Quem mora em vila (-cho) no Conselho de Bem-Estar Social (“Shakai fukushi kyoguikai”)

Informações

Explicação do Benefício para a Garantia de Moradia   

★A província de Shiga, oferece vagas por tempo limitado em apartamentos da província de Shiga.

Alvo

Pessoas que precisam deixar a moradia atual devido a demissão, efeitos do COVID-19

Período

Pelo período máximo de 1 ano.

Inscrições

Departamento de Transporte e Engenharia civil, setor de moradia (Tel.: 077-528-4234) (Kencho doboku kotsubu jyutakuka)
★Se estiver em dificuldades, consulte o setor de Assistência Social (“Fukushika”), ou Escritório de Assistência Social (“Shakai fukushi kyoguikai”) de sua cidade!

Conteúdos de consulta

Vida ecológica em Shiga

Responder

Os habitantes de Shiga, tendo em suas vidas o maior lago do Japão e as montanhas que o rondam, sempre receberam muitas bençãos da natureza. Nos últimos anos, porém, a industrialização e a forma como estamos vivendo têm afetado essa natureza de diversas maneiras. Por isso, vamos hoje pensar juntos no que podemos fazer para proteger ela e garantir a segurança do nosso dia a dia!

Os três “R” que podemos pôr em prática desde já:

1. Redução: reduzir o lixo. Reduce

Para evitar o aumento de lixo plástico, você pode usar uma sacola reutilizável no lugar das sacolas dos mercados. A partir de julho de 2020, essas sacolas plásticas de mercados e konbinis deixarão de ser gratuitas. Além disso, é importante que você compre somente os alimentos que forem necessários, para evitar o desperdício de comida.

2. Reutilização: reutilizar aquilo que ainda pode ser usado.

Valorize os objetos, fazendo uso dos mercados de pulgas ou de lojas que compram objetos usados, ou mesmo doando para alguém aquilo que você não quer mais.

3. Reciclagem: reutilizar os recursos.

Fazendo a separação e a reciclagem daquilo que você não precisa mais, é possível reaproveitar esses materiais, pois, após a coleta, eles são reutilizados como matéria-prima para fabricar novos produtos. Além de fazer a separação e colocar no local correto para a coleta do lixo, você pode fazer uso das caixas de reciclagem presentes nos supermercados.
● Separação do lixo produzido em casa.
A forma de separação e de coleta do lixo varia de região para região, por isso é importante verificar na prefeitura ou com alguém da sua vizinhança como que se faz. Jogue o seu lixo fora respeitando as regras da região, como a regra sobre o local onde deve ser jogado o lixo, a regra dos dias de cada coleta e das formas de separação do lixo.

Vida Ecológica em Shiga – Lição de história

  • ★ Em Harie-chiku, que fica na região de Shin-Asahi (cidade de Takashima), existe há muito tempo uma cultura ecológica de uso da água chamada “Kabata”. As casas dessa região fazem uso de um sistema que permite aproveitar a água da nascente da montanha (vide imagem à direita) para uso na cozinha. Além de ser utilizada para beber, a água da nascente é acumulada em um pote chamado “tsubo-ike” (pote-lago), onde é aproveitada para cozinhar, lavar a louça, para imergir verduras e legumes para preservação ou resfriamento, entre outros usos. A água depois disso escorre para outro espaço chamado “hata-ike” (lago-vizinho), onde as carpas que são criadas nele comem os grãos de arroz e os restos de verduras e vegetais. Dessa forma, a água fica limpa de novo e segue para a via fluvial, fora da casa.
  • ★ Em 1977 houve um caso de formação de maré vermelha (proliferação de algas) no Lago Biwa devido ao fósforo contido em sabões sintéticos. Com isso, ocorreu o “Movimento do Sabão”, que consistiu em deixar de usar sabão sintético e começar a fazer uso do sabão em pó, para garantir a preservação e beleza do lago. Depois, em 1980, foi aprovada a “Lei do Lago Biwa”, que tem por objetivo evitar a poluição do mesmo. Em celebração a isso, o dia 1.º de julho se tornou o “Dia do Lago Biwa”. Quando chega nessa data e nos dias próximos, todos os habitantes da província se juntam para fazer a limpeza da região, dos rios e das proximidades do lago. Venha participar você também!!

Conteúdos de consulta

Para um estrangeiro abrir uma conta bancária e fazer remessa

Responder

  • Os estrangeiros não residentes com o visto de permanência de curto prazo como turista, não podem abrir conta bancária no Japão.
  • Documentos necessários para abrir uma conta bancária são: “Zairyu card” (cartão de residência), “My number” (cartão de número individual), ou algum documento que comprove identidade, documento que comprove residência, e “inkan” (carimbo).
  • Para remessa de dinheiro ao seu país de origem, utilize os serviços de bancos ou instituições bancárias credenciados.
  • * Não é permitido fazer remessas por órgãos não credenciados, jamais utilize estes serviços.
    * Sempre que for realizar uma remessa bancária, é necessário apresentar o “My number” (cartão de número individual)
  • Quando houver mudança de endereço, período de estadia ou tipo de visto; quando se desligar do trabalho ou escola; ou então, quando perde a caderneta ou cartão, precisa declarar ao banco ou instituição bancária .
  • Encerre sua conta bancária se não precisar mais dela ou retornar ao país de origem.

Conteúdos de consulta

Você conhece as atividades dos Centros Comunitários (Kôminkan)? ~ Seguir a novos desafios!~

Responder

Os Centros Comunitários (Kôminkan) e de moradores (Shimin Center) são instalações públicas que podem ser utilizadas pelos cidadãos para atividades educativas de grupos autônomos, reuniões etc. Neles são oferecidos cursos de educação continuada para cidadãos tais como aulas de informática, saúde, yoga, caligrafia, ikebana, conversação em inglês, espaço para crianças etc., além de atividades de grupos de cidadãos. São baratos, fáceis de participar e você pode fazer amigos da região. Pergunte à prefeitura e aos centros comunitários e confira quais atividades estão disponíveis! Para quem gosta de esportes, em ginásios municipais e provinciais há aulas e atividades de clubes de ginástica, judô, badminton, tênis de mesa, vólei, natação e mais. Pergunte na prefeitura ou outros locais.

Conteúdos de consulta

Com o que precisamos tomar cuidado antes de criar um pet?

Responder

Animais de estimação também são vendidos em Pet Shops, mas nos Centros de Proteção a Animais cuidam de cachorros e gatos sem donos e, fazendo o registro de transferência, vocês poderão ser os pais adotivos desses animais.(Existem animais cuja criação é proibida por lei.) Verifique com a família se não há ninguém alérgico, e se poderá cuidar do animal até o seu fim. Pessoas que moram em apartamentos e imóveis alugados devem conferir as condições de uso do imóvel e afins. Em caso do animal ficar doente ou idoso, custos de tratamento poderão ser altos, sendo necessário levar em consideração os encargos para criá-los. Existem seguros de vida para animais de empresas seguradoras privadas, no entanto, não há um sistema público de seguro para animais.
Centro de Proteção de Animais de Shiga
℡ 0748-75-1911 Konan-shi, Iwane 136-98
http://www.sapca.jp/
Centro de Proteção de Animais - Posto de Saúde do Departamento de Saúde da Prefeitura de Ôtsu
℡ 077-574-4601 Ôtsu-shi, Ôguinosato1-24-2
http://www.city.otsu.lg.jp/soshiki/021/1442/

Conteúdos de consulta

Quais são os procedimentos para criar um pet? (Cães)

Responder

Dar a vacina antirrábica (obrigatória) em um hospital veterinário e, depois de receber o "Comprovante de Vacinação Contra Raiva", entregá-lo à prefeitura. (Vacinas múltiplas, implante de microchip, castração/esterilização, imunização contra filariose e aplicação de remédio anti-pulgas e carrapatos é opcional). Ao realizar o registro do cão na prefeitura, recebe-se a plaqueta de identificação do animal e o cartão de registro. (De 91 a 120 dias após o nascimento, ou dentro de 30 dias a partir do momento em que começar a criá-lo). Passados pelo menos 91 dias do nascimento, é necessário fazer a aplicação da vacina antirrábica, que deve ser feita uma vez ao ano.
★Seja responsável e cuide do seu pet, passeando, dando ração, vacinas,etc. E tome as precauções para não causar incômodos a outras pessoas. As fezes do cão devem ser recolhidas e descartadas. É proibido criar o cão solto ou deixá-lo passear solto em parques e afins.

Conteúdos de consulta

Caso um animal de estimação se perca ou acolhe algum animal perdido

Responder

Entre em contato com um Centro de Proteção de Animais ou posto policial (kôban) ou delegacia mais próxima.

Conteúdos de consulta

Caso um animal de estimação venha a falecer

Responder

  1. Entre em contato com a prefeitura.
    *O tratamento varia de acordo com a cidade. Algumas prefeituras têm crematório para animais.
    No caso de cães, faz-se, na prefeitura, o procedimento para cancelamento do registro. (dentro de 30 dias após falecimento)
  2. Há também empresas privadas que realizam funerais e oferecem lápides para animais de estimação.
  3. Não há problemas em enterrar o corpo em terreno particular, mas é proibido fazê-lo próximo a rios, parques e afins.

Conteúdos de consulta

Caso queira sair ou entrar no país com um animal de estimação

Responder

Quando levar ou trazer o animal de estimação do exterior, é necessário satisfazer as condições do Japão e do país destinatário. Se requererá tempo para o procedimento, assim, deve se contactar quanto antes possível com o Centro de quarentena de animais.
Centro de Quarentena de Animais

Conteúdos de consulta

Locais para desfrutar a natureza na província

Responder

Conteúdos de consulta

Para praticar a agricultura

Responder

Para pessoas que querem desfrutar a agricultura casualmente

Aluguem uma horta(kashi nôen). Hortas de aluguel (kashi nôen) são pequenos lotes de terra para plantio que podem ser alugados por preços baixos e onde vocês podem fazer suas hortas e plantarem verduras, flores e o que mais quiserem.
Existem hortas de aluguel de vários tipos: Loteamentos para hortas administradas pela prefeitura- shimin nôen, as da JA (Cooperativa Agrícola), as de NPOs, particulares alugadas por agricultores etc. As condições também são variadas, portanto informem-se a respeito de cada uma.

Conteúdos de consulta

Se tiver dificuldade na vida diária

Responder

Consulte ao setor de bem-estar da prefeitura local ou ao Conselho de bem-estar social.
Centro de apoio à inclusão social- Corporação generalizada Yorisoi hotline (Linha de ajuda aos estrangeiros)
Tel: 0120-279-338

Conteúdos de consulta

Sobre Agência de Correio

Responder

As instruções em diversos idiomas estão na página web abaixo.

Conteúdos de consulta

Sobre a carteira de habilitação estrangeira

Responder

Centro de Carteira de Habilitação de Shiga
 Moriyama-shi Konohama-cho 2294  ℡ 077-585-1255

Conteúdos de consulta

Sobre a aquisição da Carteira de habilitação

Responder

Se não possuir a carteira de habilitação estrangeira, deverá submeter-se aos exames da mesma forma que os próprios japoneses para a aquisição da carteira de habilitação japonesa.
Neste caso poderá optar o exame escrito em japonês, inglês, português ou chinês.
A JAF tem editado o livro “Regras de Trânsito” em inglês, chinês, espanhol e em português.